Bebida controversa e ao mesmo tempo preferência nacional, o famoso cafezinho do dia-a-dia sofre com suas repercussões se faz bem ou não à saúde. O café possui uma série de substâncias, entre elas a cafeína, que se consumida moderadamente não traz qualquer prejuízo ao organismo.

 

O café não é somente cafeína

Grande maioria das pessoas que toma café diariamente ignora quais são as substâncias que estão presentes no café e pensa que ele contém apenas ou principalmente cafeína. Grande engano.

O café possui apenas 1 a 2,5 % de cafeína e diversas outras substâncias em maior quantidade. E estas outras substâncias podem até ser mais importantes do que a cafeína para o organismo humano.

O grão de café (café verde) possui além de uma grande variedade de minerais,aminoácidos, lipídeos como triglicerídeos e ácidos graxos livres, açúcares e também possui uma vitamina do complexo B, a niacina (vitamina B3) e, em maior quantidade que todos os demais componentes, os ácidos clorogênicos, na proporção de 7 a 10%, isto é, 3 a 5 vezes mais que a cafeína.

O cientista Tomas De Paulis, da Vanderbilt University Institut dos EUA,  realizou uma pesquisa que comprova que o efeito benéfico é maior do que se pensa. O pesquisador diz que crianças que tomam café com leite uma vez ao dia têm menos chance de desenvolver depressão do que crianças que não têm o hábito de consumir o líquido.

Quem já não ouviu falar que o consumo de café interfere na absorção do cálcio e pode acelerar a osteoporose? Ou que o café está associado a males do estômago, à agitação e pode causar dependência? “O fato é que o café também pode trazer muitos benefícios à saúde”, afirma o médico Fábio Ravaglia, médico do Hospital Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Diversos pesquisadores têm revelado os efeitos positivos do café. Dizem que a bebida baixa o colesterol, ajuda a combater doenças do coração, proporciona efeitos antidepressivos,diminui o risco do Mal de Parkinson, protege contra diabetes do tipo 2, desenvolve ação antioxidante e auxilia em processos de emagrecimento e na prevenção de alguns tipos de câncer (cólon e reto).

“Pesquisar atuais indicam que substâncias presentes no café podem prevenir demências e Alzheimer e que a ingestão moderada e regular diminui os riscos de depressão”, afirma Ravaglia.

A revista médica norte-americana Neurology indicou que a cafeína pode, ainda, retardar a deterioração mental em idosas. O efeito foi observado em mulheres com mais de 65 anos que consumiam mais de 3 xícaras de café por dia. A substância não teve o mesmo resultado nos homens. Os efeitos benéficos da bebida sobre a memória de portadores de doenças degenerativas ocorre porque a cafeína age no sistema nervoso central como um estímulo”, diz o ortopedista.

Um Instituto localizado na Califórnia, o Kaiser Permanente, afirmou ainda que o café auxilia na prevenção da cirrose alcoólica, doença crônica do fígado causada pelo alcoolismo. O estudo reuniu informações de 125.580 pacientes sobre o consumo de café, álcool e chá, e as comparou com registros de casos de cirrose nesses pacientes, o que demonstrou que quanto maior a quantidade de café ingerido, menores as probabilidades de desenvolvimento da doença. Porém, claro, os excessos podem beneficiar de um lado, mas prejudicar o outro.

Estudos indicam que o risco cardiovascular pode ser reduzido com o consumo de café. Porém, à medida que a quantidade de ingestão do café aumenta, o benefício decresce. Mais de 6 xícaras ao dia, o risco não era reduzido de forma significativa.

“No momento, colocado na balança, o impacto positivo do café parece superar os eventuais pontos negativos, o que nos anima a continuar saboreando a bebida”, diz Ravaglia. No entanto, ele alerta que o número máximo deve ser de 6 xícaras diárias, para não ocasionar saturação de cafeína. “E o café feito em casa deve ser ingerido até 15 minutos depois de coado, senão a bebida oxida.”

Benefícios e curiosidades sobre o café

  • Café e atenção – o consumo do café ativa o sistema de vigília e eleva a atenção para em torno de 90%
  • Café e depressão – o consumo de 4 xícaras de café reduz a incidência de depressão e suicídio na população, conforme estudo feito nos EUA em 128.934 pessoas durante uma década.
  • Café e sexo – estudos nos EUA mostram que o interesse pelo sexo e pela atividade sexual é maior entre as pessoas que bebem diariamente café.

Café e dependência

O café não provoca vício, e sim um hábito saudável, como as atividades físicas.
Uma das principais críticas das pessoas que não gostam ou que ainda possuem preconceito com relação ao café é de que a bebida causa dependência. Talvez seja pela água que o café possui.

A explicação é simples, caso um indivíduo seja colocado em uma sala com alimentos, mas sem água por uns poucos dias, ela reclamará da falta da água. E apresentará sinais de dependência do líquido. Boca seca, sede intensa, apatia e fraqueza são sinais iniciais da falta de água. A seguir podem surgir delírios, alucinações e alterações do comportamento. A pessoa lentamente fica confusa e perde a consciência. A seguir entra em coma e morre.

Portanto, o café não faz mal, muito pelo contrário, saborear a bebida faz bem para a saúde e para o bem estar.  O excesso, como com qualquer outro alimento ou bebida é que pode ser prejudicial. Que tal uma xícara de café agora?

¿Cómo puede encontrar información personal correcta acerca de "comprar kamagra 100mg"? Otro asunto que vamos a ser es "Kamagra Oral Jelly". La presión arterial alta puede ser conducir a disfunción eréctil. Junto con sus valiosos efectos, la mayoría de los medicamentos, sin embargo, tienen efectos secundarios indeseables, aunque por regla general no todos los experimentan. Teniendo esta información personal en mente, hacer algunas investigaciones para ver si una empresa que ofrece remedios de descuento podría ser el adecuado para usted para ayudar a su familia a ahorrar dinero en medicina valiosa.

O Portal em Forma tem caráter informativo baseado em artigos e textos de fontes reconhecidas. Orienta, mas não substitui o aconselhamento de um especialista, seu diagnóstico ou tratamento. Nunca ignore o conselho médico na busca de tratamento ou melhorias na qualidade de vida e saúde. Um médico, Educador Físico, Personal Trainer ou Nutricionista podem lhe orientar. E se você acha que pode ou está tendo uma emergência médica, procure imediatamente um especialista.

ESTE É UM MATERIAL EXCLUSIVO DO PORTAL EM FORMA. O Portal em Forma não autoriza a cópia parcial ou total de qualquer texto da sua Revista Digital, de acordo com a lei 9610/98. O Portal em Forma também proíbe qualquer tipo de divulgação de seus textos em diretórios e agregadores de links sem a sua autorização. Qualquer cópia será banida.

Redação PEF

Uma Revista Digital com conteúdo atualizado constantemente para informar, orientar e incentivar a prática de hábitos saudáveis.

Efetue seu login para postar comentários e muito mais. Clique aqui.