De repente uma criança começa a gritar e um lugar qualquer, em uma hora qualquer e para a surpresa também dos pais. Em casa, na estrada, no supermercado, num consultório. O que você faria?

 

As primeiras vezes que a birra acontece começam geralmente em casa, seja para almoçar, para ir dormir, para ir à escola ou mesmo por causa de algum brinquedo.

E uma das primeiras coisas que os pais devem saber é que eles devem seguir com determinação até o menor ceder, e não eles cederem. E para isso, não é necessário violência ou castigos severos, basta firmeza no olhar e na voz aliados ao diálogo de forma objetiva, porém carinhosa. Não tenha medo de ser firme e de dizer não.

Na hora do almoço

A hora de fazer uma refeição geralmente é turbulenta para os pais. Já começa quando a criança é chamada pra air almoçar  ela está envolvida com os brinquedos e não quer sair dali. Depois, na mesa vem a velha história do “não quero”, “não gosto”, ou pelo menos uma hora pacientemente aguardando a criança comendo a batatinha, o arroz, o pedacinho de carne e alternando com brincadeiras.

Nunca tente enfrentar a criança da mesma forma que ela lhe enfrenta. Ou você segue firme até o final ou cede, mas ganha uma manha por muito tempo ainda. Também não deve deixar a criança fazer o que qbem entender, dar-lhe só o que ele quer comer ou ignorá-lo. Para educar, é indispensável aprender a ceder perante algumas coisas e “manter o pé firme” perante outras.

Você deve explicar que comer é algo essencial para a sua sobrevivência e para “crescer forte, bonito e saudável” deve ser alimentar corretamente. Contudo, não esqueça que as crianças também têm o seu próprio instinto de sobrevivência e, se não quer mais algo, é provável que realmente não tem fome. Não deve obrigar a comer se a criança insiste em dizer que não quer. Você pode pedir  para ela comer um pouquinho de cada alimento no prato, diga a ela que não precisa comer tudo, diga que já vai ficar feliz se ela comer somente uma rodelinha de cenoura.

Acordar de manhã

Chamar as crianças de manhã cedo é uma pequena tortura para alguns pais. Geralmente, começam a vestí-las ainda sonolentas, muitas correm novamente para a cama, outras vão para o sofá. Se  os pais desejam que seus filhos criem o hábito que acordar cedo, ou pelo menos até aproximadamente 8:30, seja determinado ao chamar as crianças. Até no friozinho, peça para levantarem, mesmo que elas vão direto para a TV.

Para que a manhã seja mais amena, sem birras ou manhas intermináveis, utilize algumas estratégias abaixo.

Comece a despertar o relógio um pouco mais cedo. Abra as janelas do quarto da criança para que entre a claridade e coloque uma música, fale com a criança de forma carinhosa. Depois volte às suas atividades. Se você não ouvir nenhum sinal de barulho, volte novamente ao quarto e a chame pela segunda vez. Seja um pouco mais firme, mas ainda de forma suave.

Que tal escolher com o seu filho a roupa antes de se deitar? Ele poderá optar entre as calças azuis e as calças verdes, entre a camisa amarela e a camisa branca… Não se trata de ser a criança a impor algo, mas sim participar das pequenas atitividades do dia-a-dia. O que se deve fazer é propor-lhe, se o seu filho tiver mais de 2 anos, duas peças de roupa, para que ele sugira a que mais gosta. Desta forma,  além de ser divertido, ensina a fazer escolhas e ter opinião.

De manhã, ao acordá-lo, deve estar bem disposta e bem humorada. Com um sorriso e um gostoso “Bom dia!”, ele também se sentirá alegre, pode ter certeza. Além disso, não deve esquecer-se nunca de mimá-lo um pouquinho, caso a criança já sai cedo para ir à escola. O que as crianças mais gostam é de satisfazer os seus pais.

Diálogo é fundamental

Entre  2 e 4 anos, as crianças entregam-se a algumas atividades com tanta vontade, por mais que lhes diga para fazerem outra coisa, não dão ouvidos. Não é que sejam mal-educadas mas, para elas, o que estão fazendo no momento parece ser a coisa mais importante.

Se quer que o seu filho preste atenção no que está falando, nunca grite de longe, de outra sala ou da cozinha.  Para que a criança ouça, deve estar frente a frente e olhando nos olhos.

Organize as tarefas diárias de modo a que, entre uma atividade que lhe agrada e outra que não gosta muito, possa incentivá-la a executá-la. Assim, ela estará mais empolgada em lhe agradar e mais facilmente realizará o que lhe é solicitado. Outra opção é propor-lhe alguma coisa. Se lhe der uma razão convincente para ela fazer o que lhe pede, mais facilmente ela irá fazer.

Use o contato físico. Toque em um ombro quando a criança está distraída, ou se finge distraída (elas têm esse hábito,  mas no fundo estão observando os pais), para que olhe, esteja atento e, desta forma, perceba o que sendo pedido.

Não se preocupe,pois depois dos 4anos ele começará a ser mais solícito, colaborando mais facilmente.

Paciência nas “manhas”

Quando seu filho começa a procurar pequenas brigas, respire fundo e procure manter a calma. A paciência pode e deve ser uma virtude para qualquer pai.

Antes de gritar com ele ou de lhe dar uma palmada, deve contar até dez e interiorizar que estas atitudes, de alguma rebeldia e protesto, resultam da própria formação do seu caráter e da sua personalidade. Não deve ser rígida consigo mesma e pensar que está cometendo algum erro, pois, mesmo que isso tenha acontecido, na educação de um filho há sempre uma segunda vez para tudo. Principalmente para melhorar.

Algumas dessas “manhas” são normais da idade e poderão desaparecer de um dia para o outro, cada criança tem seu ritmo e sua personalidade. Eles não pretendem magoar os pais, mas sim, testar os seus limites e ver até aonde chegam.
Nunca pense que seu filho não é bom ou o que você sempre desejou.Jamais pois isso não é verdade. Qualquer filho é o melhor do mundo para os seus pais, pois, embora consiga deixá-la com os nervos à flor da pele, também lhe dará as maiores alegrias da sua vida. Sem sombras de dúvidas, uma casa com crianças sao sempre divertidas e felizes.

Convém lembrar-se que estas pequenas birras e protestos podem acontecer no dia-a-dia de qualquer pai e deve estar preparada para amenizar as consequências que delas resultam.

Não esqueça

Nunca tente ser mais teimosa do que um “mini teimoso”. Imponha sua autoridade de forma educada, carinhosa, porém firme. Imponha limites, mas sem violência.

Algumas destas “manhas” são próprias da idade e  poderão desaparecer de um dia para o outro. É normal da idade e você deve ter paciência, pois faz parte de um momento passageiro.

¿Cómo puede ser encontrar información correcta acerca de "comprar kamagra 100mg"? Otro asunto que vamos a ser es "Kamagra Oral Jelly". La presión arterial alta puede conducir a disfunción eréctil. Junto con sus valiosos efectos, la mayoría de los medicamentos, sin embargo, tienen efectos secundarios indeseables, aunque por regla general no todos los experimentan. Teniendo esta información personal en mente, hacer algunas investigaciones para ver si una empresa que ofrece remedios de descuento podría ser el adecuado para ustedes son para ayudar a su familia a ahorrar dinero en medicina valiosa.

O Portal em Forma tem caráter informativo baseado em artigos e textos de fontes reconhecidas. Orienta, mas não substitui o aconselhamento de um especialista, seu diagnóstico ou tratamento. Nunca ignore o conselho médico na busca de tratamento ou melhorias na qualidade de vida e saúde. Um médico, Educador Físico, Personal Trainer ou Nutricionista podem lhe orientar. E se você acha que pode ou está tendo uma emergência médica, procure imediatamente um especialista.

ESTE É UM MATERIAL EXCLUSIVO DO PORTAL EM FORMA. O Portal em Forma não autoriza a cópia parcial ou total de qualquer texto da sua Revista Digital, de acordo com a lei 9610/98. O Portal em Forma também proíbe qualquer tipo de divulgação de seus textos em diretórios e agregadores de links sem a sua autorização. Qualquer cópia será banida.

Redação PEF

Uma Revista Digital com conteúdo atualizado constantemente para informar, orientar e incentivar a prática de hábitos saudáveis.

Efetue seu login para postar comentários e muito mais. Clique aqui.